Blog da Plimpo

Contratar diarista vale a pena?

Quantas horas uma diarista trabalha? Como contratar uma diarista? Saiba mais aqui.

Todo mundo gosta de viver em um ambiente mais organizado e limpo. Muitas vezes, a pessoa consegue manter a organização sozinha. Mas em outros casos, seja por falta de prática ou de tempo, é preciso receber ajuda, pelo menos algumas vezes por mês. Então contratar diarista pode ser uma ótima escolha.

Por que contratar diarista pode ser uma boa opção?

Contratar os serviços de uma diarista é uma boa opção para muitas pessoas que gostam de manter a casa bem arrumada e com a ajuda de uma profissional qualificada. A diarista presta serviços na residência uma vez por semana, de 15 em 15 dias ou de acordo com a necessidade de quem está contratando. Com as novas leis que regulamentam o trabalho doméstico é preciso ter cuidado redobrado para que os direitos dessas profissionais não sejam prejudicados. Apesar de não haver vínculo empregatício, é preciso assegurar as horas necessárias para que nenhuma das partes seja prejudicada.

As diaristas chegam para ajudar e facilitar a forma como as pessoas tratam o serviço doméstico e, com as novas leis, esses serviços são cada vez mais requisitados. Antes de tudo, é preciso entender que uma diarista que vai uma ou duas vezes por semana não é considerada uma empregada doméstica, sendo assim, não está inclusa na lei das domésticas. A diarista que escolhe os dias e os locais para trabalhar é uma profissional autônoma. Para que os direitos sejam assegurados é necessário respeitar tal autonomia.

Dessa forma, a diarista não deve dormir no local de trabalho e nem frequentar a mesma casa por três dias ou mais, na mesma semana. O serviço da diarista é esporádico, então, só a contrate se isso estiver muito claro entre as duas partes. Todos os valores como vale-transporte e vale-alimentação devem ser inclusos na diária.

 

Leia também:
Limpeza de piso: confira como fazer corretamente
Como arrumar a casa rápido para receber uma visita inesperada

 

Quanto tempo dura uma faxina?

O ideal é que o trabalho não passe das oito horas por dia. A profissional deve informar os dias disponíveis para realizar o trabalho, assim como o horário. Já o pagamento deve sempre ser realizado ao fim da atividade combinada. Lembre-se sempre de que se o trabalho ultrapassar dois dias por semana, o vínculo passa a ser considerado empregatício e, então, a lei das domésticas passa a valer. Não esqueça, apesar de não se ter um vínculo empregatício, preste muita atenção para que a profissional não ultrapasse o horário combinado. O ideal é procurar por alguma empresa que ofereça o serviço de diarista para que cada regra seja cumprida e os acordos sejam sempre respeitados.

Share on facebook
Facebook
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
× Fale conosco!